Depois do fim – Eric Novello Antologia Terror 

Depois do fim – Eric Novello

A fantasia e a ficção científica crescem cada vez mais no Brasil e no mundo, ganhando inúmeras adaptações para o cinema e até despertando certa devoção entre os fãs, como se os personagens fossem pessoas reais e seus destinos estivessem de fato em nossas mãos. Ao lado da literatura de terror, formam uma tríade onde tudo é possível e a única regra é ter muita imaginação. Recentemente, as distopias têm levado esse sucesso a um novo patamar, marcando presença constante com seus romances na lista de best-sellers.

Depois do Fim é um tour pelas terras inóspitas das distopias, pela aventura constante e o humor amargo de quando o que está em jogo é a nossa sobrevivência. Após levar os leitores a visitarem cidades fantásticas na coletânea Fantasias Urbanas, Eric Novello reúne oito novos autores que tinham como armas de batalha a qualidade, a criatividade e o entretenimento. Blanxe, Nazarethe Fonseca, Cirilo S. Lemos, Eduardo Kasse, Diego de Souza, Gerson Lodi-Ribeiro, Marcelo A. Galvão e Alliah, que participa também com uma narrativa visual.

Sobrevivendo a monstros no fundo do oceano e a provas de resistência em estufas mecanizadas, a ringues de boxe onde se luta pelo direito de sonhar e a castelos sitiados por invasores cruéis, escapando de conflitos entre deuses vingativos e de cangaços violentos onde a bala é a lei, correndo por campos dominados por vampiros ou por cidades melancólicas, só nos resta responder à pergunta: o que acontece depois do fim?

Leia mais
O demônio na cidade branca – Erick Larsson Policial/Suspense 

O demônio na cidade branca – Erick Larsson

No final do século XIX os Estados Unidos eram uma nação jovem e orgulhosa, ávida por afirmar seu lugar entre as maiores potências mundiais. Nesse contexto, a Feira de Chicago de 1893 teve papel fundamental: com o objetivo de apresentar a maior e mais impressionante exposição de inovações científicas e tecnológicas já idealizada, coube ao arquiteto Daniel Burnham, famoso por projetar alguns dos edifícios mais conhecidos do mundo, a difícil tarefa de transformar uma área desolada em um lugar de magnífica beleza: a Cidade Branca. Reunindo as mais importantes mentes da época, Burnham enfrentou o mau clima, tragédias e o tempo escasso para construir a enorme estrutura da feira. A poucas quadras dali, outro homem igualmente determinado, H. H. Holmes, estava às voltas com mais uma obra grandiosa, um prédio estranho e complexo. Nomeado Hotel da Feira Mundial, o lugar era na verdade um palácio de tortura, para o qual Holmes atraiu dezenas, talvez centenas de pessoas. Autor de crimes inimagináveis, ele ficou conhecido como possivelmente o primeiro serial killer da história americana. Separados, os feitos de Burnham e Holmes são fascinantes por si só. Examinadas juntas, porém, suas histórias se tornam ainda mais impressionantes e oferecem uma poderosa metáfora das forças opostas que fizeram do século XX ao mesmo tempo um período de avanços monumentais e de crueldades imensuráveis. Combinando uma pesquisa meticulosa com a narrativa envolvente que lhe é característica, Erik Larson escreveu um suspense arrebatador, que se torna ainda mais assustador por retratar acontecimentos reais.

Leia mais
Um homem chamado Ove – Fredrik Backman Romance 

Um homem chamado Ove – Fredrik Backman

Ove tem cinquenta e nove anos e não gosta muito das pessoas. Afinal, hoje em dia ninguém mais sabe trocar um pneu, escrever à mão ou usar uma chave de fenda. Ninguém mais quer trabalhar e assumir responsabilidades. Todo mundo é jovem, usa calça justa e só quer saber de internet. Para Ove, uma sociedade em que tudo se resume a computadores e café instantâneo só pode decepcioná-lo.
Como se isso não bastasse, a única pessoa que ele amava faleceu. Sem sua esposa, a vida de Ove perdeu a cor e o sentido. Meses depois, ele toma uma decisão: vai dar fim à própria vida. No entanto, cada uma de suas tentativas é frustrada por algum vizinho incompetente que precisa de ajuda. Mas, quando uma estranha família se muda para a casa ao lado, Ove aos poucos passa a encarar o mundo de outra forma.
Um romance comovente que mostra como amor e bondade podem ser encontrados nos lugares mais inesperados.

Leia mais
Boa noite a todos – Edney Silvestre Romance 

Boa noite a todos – Edney Silvestre

Maggie, a protagonista da novela e da peça que compõem Boa noite a todos, é uma dessas personagens que ganham vida a partir das páginas do livro. A convivência com seu drama – o de uma mulher cuja memória começa rapidamente a se esfacelar – é um profundo e emocionante aprendizado sobre a alma humana. Maggie conheceu na Europa dos anos 1960 e 70 a liberdade que os anos de chumbo tolhiam no Brasil de então. Essa liberdade teve, no entanto, como revés, a ausência de uma terra firme à qual se prender. Marcada pelo destino dos expatriados, ela enfrenta agora a perda do pouco que lhe resta de identidade: a lembrança dos deleites e dos infortúnios de uma existência intensa.

Boa noite a todos representa mais um patamar no edifício literário em que Silvestre abriga e situa a geração que se formou sob as grandes transformações políticas e sociais da segunda metade do século XX.

Leia mais
O ar que ele respira – Brittainy C. Cherry Romance 

O ar que ele respira – Brittainy C. Cherry

O novo romance da autora de Sr. Daniels. Como superar a dor de uma perda irreparável? Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. Porém, ao retornar à pequena Meadows Creek, ela se depara com um novo vizinho, Tristan Cole. Grosseiro, solitário, o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth logo descobre que, por trás daquele ser intratável, há um homem devastado pela morte das pessoas que mais amava. Elizabeth procura se aproximar dele, mas Tristan tenta de todas as formas impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado parece não haver espaço para um novo começo. Ou talvez sim.

Leia mais
A verdade de cada um – Amir Labaki (Org.) Antologia 

A verdade de cada um – Amir Labaki (Org.)

Antologia inédita sobre documentário que reúne escritos dos cineastas que fizeram a história desse cinema. São 32 artigos dos realizadores mais representativos: de pioneiros como Robert Flaherty, passando por Dziga Vertov e Jean Rouch até expoentes contemporâneos como Jia Zhangke e os brasileiros Eduardo Coutinho e João Moreira Salles. Apesar de assumirem formas diversas – ensaios, textos autobiográficos, manifestos e projetos –, todos os textos selecionados dão um rico panorama da história do cinema documental. E, a partir disso, enfrentam questões como o papel da montagem e a relação entre objetividade e subjetividade. Sem pretensão de esgotar esses registros reflexivos ou de resumir a complexa história do cinema não ficcional, este livro aproxima o leitor do universo fascinante de cada um desses autores.

Leia mais
Tratado Político – Spinoza Filosofia 

Tratado Político – Spinoza

Nascido em 1632, em Amsterdã, Baruch Spinoza foi um importante pensador racionalista do século XVII. Formado na ortodoxia judaica, destacou-se desde jovem no pensamento matemático e na filosofia cartesiana. Depois de estudar filósofos como Hobbes e Bruno, passou a expor doutrinas heterodoxas e foi expulso de sua comunidade religiosa. Spinoza trabalhou durante anos polindo lentes em Amsterdã, enquanto seguia compondo seus escritos. Ética, sua obra mais conhecida, veio a lume em 1665. Em 1670, publicou anonimamente o Tratado teológico-político, obra que levantou forte polêmica em toda a Europa por sua crítica à religião do ponto de vista do uso da razão. Entre suas obras filosóficas, destacam-se Princípios da filosofia cartesiana, Tratado político e Tratado da correção do intelecto. Morreu em 1677, em Haia, presumivelmente de tuberculose.

Escrito no fim da vida do filósofo, Tratado político representa o cume de seu pensamento sobre as relações entre o poder, o direito, a liberdade e a moral. Os cinco primeiros capítulos tratam dos fundamentos do Estado, partindo da noção do direito natural. Os seis capítulos seguintes descrevem a organização das três formas clássicas de governo: monarquia, aristocracia e democracia.

Leia mais
Cartas Filosóficas Sobre o Dogmatismo e o Criticismo – Friedrich Schelling Filosofia 

Cartas Filosóficas Sobre o Dogmatismo e o Criticismo – Friedrich Schelling

Friedrich Wilhelm Joseph von Schelling (Leonberg, 27 de janeiro de 1775 — Bad Ragaz, 20 de agosto de 1854) foi um filósofo alemão, um dos representantes do idealismo alemão, assim como Fichte e Hegel.

No desenvolvimento do idealismo alemão, os Historiadores da Filosofia normalmente situam Schelling entre Fichte, seu mentor antes de 1800, e Hegel, seu amigo e companheiro de quarto na Universidade de Tübingen.

Leia mais
A mãe eterna – Betty Milan Romance 

A mãe eterna – Betty Milan

A mãe eterna narra a história da relação tão enlouquecedora quanto profunda que se estabelece entre uma mãe quase centenária e a filha, que se vê na condição de ser mãe da própria mãe, até o desenlace final. Autora do emocionante Carta ao filho, Betty Milan presenteia o leitor com um romance comovente que aborda grandes questões da atualidade: como suportar a perda dos seres amados? Como enfrentar a velhice extrema? Cabe ao médico vencer a morte e manter o doente indefinidamente vivo? Como humanizar o fim da vida?

Leia mais