Detectamos que você está usando um plugin que bloqueia as propagandas do nosso site (AdBlock Plus, Avira Browser Safety ou similar). Ao usar esse tipo de plugin, você está contribuindo para que o nosso site saia do ar, pois precisamos das propagandas para pagar nossos custos. Por favor, desabilite esse plugin para poder acessar o nosso site. SEMPRE QUE POSSÍVEL CLIQUE NO BANNERS PARA AJUDAR O SITE !

Terra Sonâmbula – Mia Couto

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrDigg thisPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone

Um ônibus incendiado em uma estrada poeirenta serve de abrigo ao velho Tuahir e ao menino Muidinga, em fuga da guerra civil devastadora que grassa por toda parte em Moçambique. Como se sabe, depois de dez anos de guerra anticolonial (1965-1975), o país do sudeste africano viu-se às voltas com um longo e sangrento conflito interno que se estendeu de 1976 a 1992.
O veículo está cheio de corpos carbonizados. Mas há também um outro corpo à beira da estrada, junto a uma mala que abriga os “cadernos de Kindzu”, o longo diário do morto em questão. A partir daí, duas histórias são narradas paralelamente: a viagem de Tuahir e Muidinga e, em flashback,o percurso de Kindzu em busca dos naparamas, guerreiros tradicionais, abençoados pelos feiticeiros, que são, aos olhos do garoto, a única esperança contra os senhores da guerra.
“Terra Sonâmbula” – considerado por júri especial da Feira do Livro de Zimbabwe um dos doze melhores livros africanos do século XX e agora reeditado no Brasil pela Companhia das Letras – é um romance em abismo, escrito numa prosa poética que remete a Guimarães Rosa.
Couto se vale também de recursos do realismo mágico e da arte narrativa tradicional africana para compor esta bela
fábula.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrDigg thisPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone

“Eu não me importo com o que os outros pensam sobre o que eu faço, mas eu me importo muito com o que eu penso sobre o que eu faço. Isso é caráter.” - Theodore Roosevelt



6 respostas para “Terra Sonâmbula – Mia Couto”

  1. Jonathan disse:

    Faz muito tempo que quero ler esse livro. Obrigado.
    Seria interessante dizer que essa tradução dele está em português de Portugal.

  2. nandocmmc disse:

    Mais uma obra para a minha vasta coleção… Obrigado!!!

  3. Roujiach disse:

    Obrigado! Vai para a lista de leitura.

  4. Marcelo disse:

    Tinha curiosidade de conhecer a obra de Mia Couto. Valeu pela oportunidade.

  5. Edilton disse:

    Mia Couto é muito legal. É bem parecido com García Márquez em alguns aspectos, mas tem estilo próprio. Esse foi um dos melhores dele que eu já li. Recomendo!

  6. Juliane disse:

    Graças a você vou começar a ler Mia Couto, dizem ser muito bom.